Restaurantes na Europa definem reabertura

cena-en-la-terraza

A diminuição dos novos casos de coronavírus tem levado a uma gradual reabertura de estabelecimentos comerciais, escolas e empresas em paíse daquele continente. Mas isso baseado em regras bem definidas. Uma experiência que pode muito bem servir para orientar o mesmo processo aqui no Brasil.

No caso dos restaurantes, na Espanha, país europeu com mais casos, a abertura está anunciada para a partir de 4 de maio, em fases, numeradas de 0 a 3. Na fase 1, será autorizada a abertura para clientes de “terrazas” (espaços abertos, como o La Cena, aí na foto) com ocupação máxima de 30%.

Na fase 2, estarão autorizados a funcionar restaurantes com limitação de ocupação. Na fase 3, a ocupação será ampliada, garantindo a separação entre os clientes. O El País publicou matéria detalhando cada uma dessas fases.

Em Portugal, os pequenos comércios poderão reabrir a partir de 4 de maio; os maiores, só no dia 18. O governo português vai anunciar nos próximos dias o plano de reabertura de outros setores da economia. A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) entregou ao Governo uma proposta de Guia de Boas Práticas.

A publicação orienta sobre reorganização dos espaços, controle de entrada, medidas de higiene e limpeza, equipamentos de proteção individual e cuidados na preparação de alimentos, entre outros.

Na França, a redução do confinamento começa com a reabertura de lojas no dia 11 de maio. Porém, bares e restaurantes terão que esperar por uma segunda fase, cuja data ainda não foi definida. A Alemanha, que iniciou a flexibilização das regras da quarentena ainda em abril, ainda não divulgou quando acontecerá a abertura de bares e restaurantes.

Enquanto isso, no Brasil, tudo indica, os bares e restaurantes terão que esperar mais um pouco. No Distrito Federal, o governador Ibaneis Rocha apresentou um plano para a reabertura do comércio a partir de 3 de maio. Mas não inclui o segmento de alimentação fora de casa, um dos mais afetados pelo fechamento. O Congresso em Foco traz matéria sobre o assunto.

Jornalista

Jornalista paraibano radicado em Brasília. Há 30 anos, trabalha com jornalismo cultural e, mais recentemente, com os assuntos de gastronomia. Passou pelas redações do Jornal de Brasília, Correio Braziliense, Jornal da Paraíba, Veja Brasília e site Metrópoles. É autor do livro O Fole Roncou, finalista do Prêmio Jabuti em 2013. Atualmente, também é editor do Boníssimo (link para bonissimo.blog), blog que aborda assuntos de cultura, diversão e ações positivas. Está no Gastronomix desde sua criação em 2009.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.