Quem juntou o queijo e a goiabada?

queijo com goiabada

Queijo e goiabada. Um é salgado, o outro doce, mas combinam que é uma beleza. A diferença que se harmoniza no encontro é o que deu o nome de Romeu e Julieta a essa sobremesa tipicamente mineira, que hoje em dia é apreciada em todo o Brasil.

É quase certo que essa famosa mistura surgiu no período colonial. Nessa época, os portugueses começaram a produzir queijo no Brasil. Ao mesmo tempo, transformavam goiaba em goiabada para aproveitar a fruta por mais tempo.

Cartaz com anúncio da goiabada Cica

Como ambos — queijo e goiabada — costumavam ser consumidos pelo povo do interior de Minas como acompanhamento para o café ou em lanches entre as refeições, a junção, é muito provável, resultou de um mero acaso. Estava inventado, então, o “queijo com goiabada”.

E essa delícia continuaria sendo chamada assim até os anos 1960, quando foi lançada uma versão da goiabada Cica com embalagem criada pelo desenhista Maurício de Souza. Nela, Mônica e Cebolinha apareciam interpretando os personagens de Shakespeare. A marca nem existe mais, mas o nome pegou.

A partir dali, todo mundo começou a associar uma coisa a outra. O queijo virou Romeu e goiabada, Julieta. E tem tudo a ver, afinal, da mesma forma que na trágica história de amor escrita pelo inglês William Shakespeare (1564-1616), os dois ingredientes pareciam ter tudo para não dar certo, mas combinaram perfeitamente.

Cheesecake de goiabada. Ou melhor, cheesecake Romeu e Julieta

Tanto é que a combinação passou a ser utilizada em diferentes receitas. Tem torta, doce de copinho, cheesecake, pudim… E se a base é queijo e goiabada, não tem jeito, a sobremesa passa a se chamar também Romeu e Julieta.

Jornalista

Jornalista paraibano radicado em Brasília. Há 30 anos, trabalha com jornalismo cultural e, mais recentemente, com os assuntos de gastronomia. Passou pelas redações do Jornal de Brasília, Correio Braziliense, Jornal da Paraíba, Veja Brasília e site Metrópoles. É autor do livro O Fole Roncou, finalista do Prêmio Jabuti em 2013. Atualmente, também é editor do Boníssimo (link para bonissimo.blog), blog que aborda assuntos de cultura, diversão e ações positivas. Está no Gastronomix desde sua criação em 2009.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.