Panzanella – salada italiana de pão

panzanella-tomates-azeitonas-kalamata-e-mucarela-leticia-massula-para-cozinha-da-matilde.jpg

Eu adoro essa receita porque também vai na onda dos preparos fáceis de fazer, é leve, refrescante e basta ela + uma taça de vinho para uma refeição super charmosa.

Também adoro o fato de ser um preparo super versátil, que permite inúmeras variações com o que a gente tiver na geladeira, partindo da base que é pão, de preferência já dormido. Ou seja, é uma receita de reaproveitamento de pão e depois dela, garanto que você nunca mais jogar pão velho fora, sempre vai se lembrar da panzanella!

Eu sempre faço no dia seguinte de jantares especiais, ocasião em que sempre sobra pão italiano e para acompanhar uso o que estiver sobrando na geladeira. Sempre fica deliciosa.

Reza a lenda que ela foi criada pelo hábito dos camponeses de molharem o pão velho e seco (que era feito ou comprado apenas uma vez por semana) e de misturá-lo com as verduras encontradas na horta. Também há quem acredite que ela nasceu à bordo dos barcos pesqueiros, os marinheiros levariam pão duro, azeite e tomates e todos os ingredientes eram molhados com a água do mar, que temperava a salada.

Se eu sempre faço, desta vez eu tinha um motivo a mais: a Iris, da Rua do Alecrim, trouxe um kit de azeitonas e azeites gregos top para eu experimentar e eram tão bons (comi os azeites de colherzinha, puros!) que logo comecei a pensar mil preparos para fazer, entre eles essas duas panzanellas (aos poucos vou publicando as outras invencionices).

Seguem duas receitas básicas, duas sugestões. Mas não se limite a elas, como já disse, Panzanella é uma tela em branco, mude o que quiser, acrescente o que quiser e assim vá criando a sua receita favorita, os amigos vão adorar.

Bom apetite!

PANZANELLA COM PIMENTÕES, ABOBRINHA E AZEITONAS VERDES

Ingredientes
– 3 xícaras (chá) de cubos de pão italiano levemente torrados
– 1 abobrinha italiana julienne (tiras longas que pode fazer com uma mandoline de mão como na foto)
– 1 pimentão pelado julienne (eu usei metade de um amarelo e metade de um vermelho e com as sobras fiz uma conservinha de pimentão pelado que eu adoro)
– 1/2 xícara (chá) de azeitonas verdes em lascas
– 1 xícara de tomatinhos sweet partidos ao meio
– 1/2 cebola roxa cortada em gomos
– 1/2 xícara (chá) de hortelã (fatie finamente as folhas grandes e deixe as pequenas inteiras)
– 1/2 dente de alho finamente fatiado
– 1 colher (sobremesa) de vinagre de vinho tinto
– 3 colheres (sopa) de azeite extravirgem
– Flor de sal e pimenta do reino moída na hora

Modo de fazer
– Salpique os cubos de pão com flor de sal e água. Reserve.
– Em uma tigela misture os demais ingredientes. Sim, a abobrinha vai crua mesmo, pode confiar, fica deliciosa!!!
– Ajuste o sal e a pimenta do reino.

Disponha a mistura de vegetais sobre os cubos de pão. Misture com delicadeza na hora de servir!

PANZANELLA COM TOMATES, AZEITONA E MUÇARELA

Ingredientes
– 3 xícaras (chá) de cubos de pão italiano levemente torrados
– 2 tomates débora sem semente cortados em gomos
– 1 xícara (chá) de muçarela de búfala
– 1/2 xícara (chá) de folhas de manjericão
– 1/2 xícara (chá) de azeitonas pretas sem caroço – eu usei kalamatas
– 1/2 cebola roxa cortada em gomos
– 3 pimentas de do de moça sem semente julienne
– 1/2 dente de alho finamente fatiado
– 1 colher (sobremesa) de vinagre de vinho branco
– 3 colheres (sopa) de azeite extravirgem
– Flor de sal e pimenta do reino moída na hora

Modo de fazer
– Pulverize o pão com um pouco de água e flor de sal.
– Misture com os demais ingredientes e ajuste o sal.
– Disponha sobre os cubos de pão e misture com delicadeza na hora de servir.

 

Cozinheira e pesquisadora da comida brasileira

Cozinheira mineira-goiana radicada no planalto central, Letícia Massula divide seu tempo entre o fogão e o Cerrado, de onde coleta ingredientes e inspiração para suas receitas. Desde a década de 70, esquenta a barriga no fogão. É especializada em estilismo culinário e carnes e tem como foco de estudo e pesquisa a comida brasileira e, em especial, os ingredientes e hábitos alimentares brasileiros. Estreou a primeira produção nacional para a BBC HD, o programa Brazil Cookbook, sobre comida brasileira, que estreou no ano da Copa do Mundo e foi transmitido para toda a América Latina, do Chile ao México. O que rendeu uma boa pesquisa sobre comida brasileira. Desde 2013, empreendeu um projeto pessoal de viagens de pesquisa pelos diversos biomas brasileiros. Dessas viagens, inúmeros caderninhos de anotação foram se juntando e acabaram dando forma a textos que publica em seu site pessoal, a Cozinha da Matilde.

2 Comentários

  1. Excelente profissional e amiga que acompanho sempre nas suas andanças.bjos

  2. Letícia, Leticia, saudades muitas saudades ! Parabéns pelas suas pesquisas ( acompanho aqui e ali ...)
    Mercedes - de Sampa.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.