O melhor de Lisboa – coquetéis com vista

Rooftop-Bar-Lisbon-Sky-Bar-feature

Quando, após alguns anos, você volta a uma cidade que havia adorado, a experiência é ainda mais intensa e emocionante. Estive em Lisboa pela primeira vez em 2006. De lá pra cá tanta coisa mudou. Milhares de restaurantes charmosos abriram, lojinhas descoladas invadiram a cidade e baladinhas para todos os gostos alegraram a moçada.

Em 2017, quando estive por lá com minha irmã, a cidade já se parecia mais com o que é hoje. Um dos destinos mais visitadas pelos brasileiros atualmente.

Em setembro deste ano, junto ao meu namorado, pude rever meus lugares favoritos e descobrir novos pontos de interesse. Uma excelente época para viajar para Portugal, onde o sol brilha quase sempre em um lindo céu azul.

Lisboa é sem dúvida hoje, uma das minhas cidade favoritas no mundo. Compartilho aqui, algumas de minhas dicas para quem estiver pensando em passar por lá:

10 dicas separadas por regiões da cidade:

1- Mercado da Ribeira – Time Out: Neste mercado, há várias opções de barraquinhas de comida e bebida. Indico ir lá para um almoço tardio (15h) e comer um sanduíche Prego, que é tradicional na cidade.

Caminhar até a Sé de Lisboa passando antes pela praça do comércio e arcos da rua Augusta. Próximo ao horário do por do sol, caminhar ao longo do rio Tejo e parar para um drink no Quiosque Ribeira das Naus. Pedir uma jarra de Sangria branca e sentar nas cadeiras que miram o rio. Dali você não vai querer sair!

2 – Castelo de São Jorge: Fazer uma visita guiada de 45min que vale super a pena. Na saída, comer um petisco na Casa Portuguesa do Pastel de Bacalhau, o famoso bolinho de bacalhau com queijo e vinho do porto – tipo um combo. Mais próximo do por do sol, siga para o restaurante Chapitô a Mesa para tomar um drink na varanda com uma linda vista da cidade.

3 – Torre de Belém: Chegar na período da manhã e subir para ver a vista.

Na volta parar no MAAT Museu que tem uma arquitetura super bacana principalmente vista de fora.

Seguir para LX Factory, espaço com mil lojinhas e restaurantes legais. Quando chegar o fim de tarde, suba no rooftop do resto bar Rio Maravilha. (5o andar ao final da rua principal). Eles servem petiscos e várias opções de drinks. Além de vinhos para todos os gostos. O serviço é muito bom com garçons mega simpáticos.

4 – Andar pelo bairro do Chiado. Um dos bairros mais famosos de Lisboa (lembra os jardins em SP). Uma graça de lugar cheio de opções de lojas restaurantes, praças por todo lado. Ali você irá voltar várias vezes…

5 – Bairro Príncipe Real, ir na galeria Embaixada que tem varias lojas interessantes. Para os amantes de Gin, tem a Gin Lover. Ali eles vendem vários acessórios de coquetelaria e kits para fazer seu Gin em casa, além de ter um bar super bacana onde você pode tomar um Gin&Tonic lá mesmo.

Durante o dia, vá na feirinha na praça Jardim do Príncipe Real, tem barracas incríveis de bijouteria para todos os gostos. Se passar por lá a noite suba no rooftop do bar O Insolito em frente ao Mirador de São Pedro de Alcântara. Tanto no Mirador quanto no bar (rooftop), a vista é maravilhosa. No Insólito, a coquetelaria é bem bacana. Pode se aventurar com qualquer drink da carta. Só reze para dar sorte de conseguir um lugar no balcão de frente para vista. Ali para mim é um dos highlights de Lisboa.

6 – Restaurante Peixola, um dos restaurantes que mais gostamos de toda a viagem. Dica da minha querida amiga Val, um balcão único em formato ilha e pratos com peixes e frutos do mar, simplesmente de comer de joelho. Tem que reservar pois é concorrido. Um ótimo custo benefício pois não é super caro e o atendimento é de primeira. (rua do alecrim, 35)

7 – Os restaurantes do chef Avillez, agora também famoso no Brasil, tem preços mais salgados e são bem procurados. Se quiser muito ir recomendo o restaurante da charcuteria (Taberna) ou o de ceviches que fica no andar superior (Pateo). (Bairro do Avillez, R. Nova da Trindade 18)

8 – Night Life: Um dos points famosos da cidade, mais voltado a gringos e baladeiros é a Pensão do Amor. Fica ao final da rua do Alecrim que é a principal do Chiado, um casarão antigo com decoração inusitada, pista de dança e lounges para comer e beber.

Na rua debaixo deste local, chamada rua Nova do Carvalho (conhecida como Pink Street), tem vários outros barzinhos.

Para um programa mais alternativos que toque música brasileira ou outros estilos existe a rua da Atalaia. Ali recomendo o bar A Capela que tem sempre um DJ bacana tocando.

9 – Lojas: A Embaixada, já cidade acima. Chocolate Arcádia, lindo e delicioso para levar de presente. O mundo fantástico da sardinha portuguesa, tem por todo lado e as latinhas são ótimas e lindas para dar de presente.

Shopping Chiado (lojas grandes de marca). A vida portuguesa (loja com objetos descolados, tem no mercado da ribeira e em outros pontos). MUJI (papelaria minimalista japonesa)

10 – Restaurantes: Para tomar um drink em um terraço e ver a vista de lisboa, o La Paparrucha no bairro príncipe real é a pedida.

No mesmo bairro tem A Cevicheria, do chef Kiko, delicioso para um almoço light com várias opções de ceviche. O rest. Peixola (já citado acima), um dos melhores da cidade. Quiosques do Mercado da Ribeira, legal para poder provar um pouco de tudo (média de preço dos pratos de 10 a 15 euros). Ali tem o famoso Pastel de Nata na Manteigaria.

Por fim se quiser ver a cidade de Lisboa de frente ou seja do outro lado do rio Tejo, é só pegar o barco no Cais do Sodré e atravessar para cidade de Alfama. (Estação Cacilhas). As fotos tiradas do outro lado são maravilhosas!

– Onde ficar: Lindo apartamento que fiquei com 02 quartos no bairro da Estrela:

https://www.airbnb.com.br/rooms/10449790?checkin=16%2F09%2F2016&checkout=23%2F09%2F2016&guests=2&s=bbX5UTE6&sug=51&source_impression_id=p3_1574810515_8NoyrxH8k6hFM%2FeZ

– Dicas gerais:

  1.  Comprar o cartão de museus de lisboa (acesso prioritário);
  2. Ideal sempre reservar os seus restaurantes favoritos;
  3. Comprar o chip de celular na Vodafone no próprio Aeroporto quando chegar, assim estará sempre conectado;
  4. Usar e abusar do Google Maps para chegar em qualquer lugar.

 

arquiteta, cenógrafa e blogueira de coquetelaria

Juliana Raimo presta consultoria em coquetelaria para veículos de comunicação, desenvolve cardápios de drinks conceituais junto a bartenders convidados para eventos e presta consultoria para restaurantes na conceituação e realização de cartas de drinks. Realiza também festas temáticas que unem a coquetelaria, gastronomia, arte e música. Já escreveu para mídias como Revista da Gol, Prazeres da Mesa, site Dedo de Moça, site B-Coolt entre outros. Desde 2009, assina a coluna drinkme no blog Gastronomix. Com mais de 300 artigos publicados, fala do universo dos coquetéis e convida o leigo a aprender a arte de preparar e apreciar um bom drink. Atualmente, realiza degustações de drinks por toda a cidade e leva ao leitor dicas de onde ir, quais bartenders procurar e o que beber em São Paulo e pelas cidades que passa.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.