Mr. Lam, sonho de Eike que deu certo

lam

Com todos os seus possíveis defeitos, Eike Batista é um sonhador. Podemos discordar de várias de suas condutas ao longo dos anos, mas temos que reconhecer sua ousadia e seu penchant por projetos tão visionários quanto grandiosos.

Vários desses projetos – agora fora de suas mãos – começam a prosperar e a mostrar o acerto de sua visão. O Porto de Açu, por exemplo, é de uma grandeza impressionante e já produz impacto importante para o Norte Fluminense e para o País.

Mas, no meu pequeno e auto-centrado mundo, o delírio mais bem-sucedido de Eike Batista é seguramente seu restaurante, focado na culinária chinesa. Ainda objeto de muito preconceito, o Mr. Lam é, para mim, um dos destaques da gastronomia carioca, mais por sua sofisticação consistente do que pela criatividade.

A história do Mr. Lam é bem interessante: Eike se apaixonou pela cozinha do restaurante Mr. Chow, de Nova York, e decidiu convidar o chef Sik Chung Lam para abrir um empreendimento do mesmo nível no Brasil. Conseguiu assim criar o melhor restaurante chinês do Brasil.

Se o ambiente do Mr. Lam pode ser considerado um tanto kitsch, a entrega da cozinha é definitivamente consistente, com pratos difíceis de serem encontrados no Rio. No quesito entradas, dois destaques: o satay de camarão, espetinhos do crustáceo servidos com um delicioso molho “secreto”, e os dim sum, pastéis cozidos no vapor.

Os dim sum merecem inclusive uma menção especial. Conhecidos em inglês como dumplings, eles são uma febre em Nova York (e no resto dos Estados Unidos), onde há restaurantes especializados na iguaria. Aqui, em geral, o mais próximo que encontramos nos restaurantes são os guiozas, típicos da culinária japonesa.

Além dos pratos de frutos do mar e de carne, outro destaque do Mr. Lam são as receitas de pato. O famoso pato laqueado da casa é delicioso e já vale a visita, caro leitor.

O Mr. Lam tem ainda boa carta de vinhos, drinques excelentes e serviço profissional e competente. É, sem dúvida, um sonho de Eike que deu certo. Sorte nossa.

AVALIAÇÃO
Comida: 8/10
Ambiente: 8/10
Serviço: 9/10
Carta de vinhos: Completa.
Preços: Caros.

Dica extra: Um dos meus lugares favoritos para comer dumplings em Nova York é o Joe’s Shanghai, em Chinatown. O ambiente é super simples, com mesas compartilhadas, mas os dim sum de lá são deliciosos. Eles fazem os chamados soup dumplings, em que os pastéis contêm um saboroso caldo que lembra uma sopa. O truque é morder a bordinha do dim sum e sugar o líquido do pastel antes de comê-lo. Para quem ficou curioso, vale assistir a esse simpático vídeo (em inglês) no YouTube.

MR. LAM
Rua Maria Angélica 21
Lagoa – Rio de Janeiro
Telefone: (21) 2286-6661

Jornalista, carioca e tricolor

Jornalista, carioca e tricolor. Gasta certamente mais do que deveria em restaurantes e vinhos e hoje em dia só viaja para conhecer novos pratos e sabores. Considera-se um gourmet "clínica-geral": frequenta botecos de má fama do Centro do Rio com a mesma paixão que sente ao entrar num três estrelas Michelin. Apesar disso, não consegue esconder uma mal disfarçada predileção por lugares clássicos, com história, pátina e estrada. Formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), trabalhou em algumas das principais redações do País, como Gazeta Mercantil, O Estado de S.Paulo e O Globo. Além do Rio, já morou em São Paulo, Buenos Aires (onde foi correspondente do Globo) e Brasília. Hoje é sócio-diretor da FSB Comunicação, a maior empresa de Comunicação Corporativa do Brasil.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.