Livros sobre chá japonês

Screenshot_20200130-113443_Instagram.jpg

O chá japonês tem um cantinho especial no meu coração. Além de ter feito com que eu conhecesse o país incrível que é o Japão, tem presente em si, em geral, um gosto muito característico (e que eu amo!): o umami.

Umâmi (旨味 Umamiumami) é um dos cinco gostos básicos do paladar humano, como o ácido, doce, amargo e salgado, e é uma palavra de origem japonesa (うま味?), que significa “gosto saboroso e agradável”. Essa escrita, em particular, foi escolhida a partir da palavra umai (うまい) “delicioso” e mi (味) “gosto”. Os caracteres 旨味 são usados com um significado generalizado, quando um alimento é considerado delicioso. O umâmi foi descoberto pelo professor Kikunae Ikeda e divulgado para a comunidade em 25 de julho de 1908. Foi reconhecido oficialmente pela comunidade científica nos anos 2000, após identificarem receptores específicos (mGluR4) para o aminoácido glutamato (principal representante do gosto umami) na língua humana. Fonte: Wikipédia.

Ainda é bastante difícil encontrar literatura que aborde o chá japonês com a complexidade que ele merece. Felizmente, em inglês, encontramos boas obras… E felizmente (2), temos o Google Tradutor para ajudar no japonês, quando a gente quer uma informação muuuuuito específica.

Como uma apaixonada por esses chás – acho que o mundo todo deveria tomar uma xícara de um bom Gyokuro ao menos uma bez na vida! -, trouxe algumas sugestões de leitura sobre o meu amado chá japonês. Estão todas em língua estrangeira – escolhi os mais fáceis, em inglês -, justificadamente, porque não temos essas informações em português mesmo. Animados?

Meu primeiro contato teórico com o chá japonês se deu com o livro “Japanese Tea: a comprehensive guide”, de Simona Zavadckyte, por recomendação de Vinícius Monfernatti. A autora está há algum tempo na Obubu Tea Farms, uma fazenda de chá do Japão que visitei ((💚)), e discorre sobre o chá com conhecimento de causa. O livro aborda aspectos da produção e do processamento dos chás, composição química, cerimônia e acessórios. Em inglês, tem na Amazon, em meio físico e e-book.

“The Story of Japanese Tea”, de Tyas Sosen, é um excelente livro. O autor é belga, mora em Quioto há mais de doze anos, e é certificado como instrutor de cerimônia japonesa do chá ao estilo Enshu (participei de uma, com ele, e foi inesquecível!) e também de chás japoneses. Tyas também faz uma curadoria interessante de chás japoneses – e despacha para o Brasil. No seu livro, aborda cultivo e processamento de chás verdes e pretos japoneses e dedica um capítulo todo ao matchá. Em inglês, tem na Amazon, em meio físico e e-book.

“The book of Japanese Tea”, de Per Oskar Brekell, é a minha paixão do momento. Indicado por Milena Hama, trata a informação de um jeito bastante didático, em um livro cheio de imagens, que facilitam muito a compreensão do assunto. Sabor, aroma, compostos químicos, classificação e subtipos, cultivares, tem tudo lá. O autor é suíço e a obra é bilíngue, em inglês e japonês. Só encontrei para comprar na CDJapan, em meio físico.

“Japanese Green Tea”, da Tokyo Art Trip, foi uma grata surpresa das andanças por Tóquio; encontrei este livro ao acaso, em uma loja de utensílios para casa. E me ajudou muito! Nele, há indicações de várias casas de chás, com os respectivos endereços, além de imagens que fazem a gente pirar e querer conhecer cada um desses lugares. Faz parte de uma série de livros que trazem lugares sob a perspectiva de arte e design; os outros títulos tratam de arquitetura, cafeterias, antiguidades, saquês e doces. Obra bilíngue, em inglês e japonês. Tem na Amazon, em meio físico.

Pronto, a listinha já está aí, agora é só se aventurar no mundo dos chás japoneses, do jeito que a gente gosta: com conhecimento. Porque quando a gente entende a bebida em seus detalhes, ela fica ainda mais saborosa, né?

Não se esqueça de compartilhar suas experiências chazísticas comigo, aqui ou pelas redes sociais, no Instagram (@chazeira) ou na página do Facebook (Chazeira – Eloína Telho). Vamos nos encontrando de todo jeito, para não morrermos de saudades até a próxima quinta, ok?

Beijos verdinhos, de muito chá japonês! 💚

Especialista em chás

Se tiver chá, lá ela estará! Apaixonada pelo mundo dos chás e tudo o que com ele se relaciona, de porcelana a livros, de lugares a receitas, de comidinhas a experiências. Acredita que a xícara perfeita é capaz de criar momentos mágicos; a eles se entrega com toda a sua verdade... E eterna curiosidade! Especialista em chás e tea blender por paixão, servidora pública por profissão. Em Brasília/DF.