Hambúrguer para quem não come carne

Hambúrguer da Fazenda Futuro - Crédito Divulgação

A Fazenda Futuro, uma startup brasileira de carne plant-based (ou “carne vegetal”), entrou causando no mercado de alimentação brasileiro, este ano, com um hambúrguer de plantas que propõe textura e sabor de carne bovina.

O discão de carne é composto por um preparado protéico, com 17g de proteína da ervilha, proteína isolada de soja e de grão-de-bico, além de condimentos como sal, pimenta, cebola e suco de beterraba para dar a cor de sangue à carne.

Mas o interessante é que, mesmo o produto não contendo nenhum ingrediente de origem animal, a Fazenda Futuro não pretende concorrer no mercado vegano ou vegetariano, e sim com o mercado de carne tradicional, de frigoríficos a hamburguerias.

A receita do Black Beef para o hambúrguer vegetal da Fazenda Futuro

Em Brasília, a Futuro já conquistou duas redes de lanchonetes. Em junho, a Black Beef lançou uma receita com o hambúrguer da Fazenda Futuro: o Futuro Black Beef, servido no pão brioche, com parmesan cream e molho de shitake com queijos (R$ 26). E também dá opção de se adicionar a carne vegetal em qualquer outro sanduíche do cardápio por um valor adicional.

Agora é o Páprika que anuncia a sua, que acaba de passar por um curto período de soft sale. O burger da Fazenda Futuro é passado na chapa e gratinado com muçarela de castanha de caju e servido dentro do pão de beterraba (desenvolvido especialmente para a receita), acompanhado por ragu de cogumelos Paris e maionese com alho confitado, tomates frescos e folhas baby (R$ 30).

 

Jornalista

Jornalista paraibano radicado em Brasília. Há 30 anos, trabalha com jornalismo cultural e, mais recentemente, com os assuntos de gastronomia. Passou pelas redações do Jornal de Brasília, Correio Braziliense, Jornal da Paraíba, Veja Brasília e site Metrópoles. É autor do livro O Fole Roncou, finalista do Prêmio Jabuti em 2013. Atualmente, também é editor do Boníssimo (link para bonissimo.blog), blog que aborda assuntos de cultura, diversão e ações positivas. Está no Gastronomix desde sua criação em 2009.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.