Em um relacionamento sério… Com o chá!

relacionamento

Agora que a gente já sabe o que é chá e o que é tisana, está na hora de mudarmos o status do Facebook para “em um relacionamento sério com a Camellia“… Ou “com o chá”, que dá na mesma!

Mas sem pânico, gente! Amamos as tisanas também, que não vão ser esquecidas… Logo retomamos a nossa amizade íntima com essas meninas, que têm coisas lindas a nos contar. Mas é que o chá tem boas nuances que precisamos explorar, antes de passarmos à melhor parte: preparar e degustar chás e tisanas incríveis. E, sim, neste momento estou sorrindo, só de imaginar as maravilhas que virão pela frente!

Para começo de conversa, acho que se a Camellia Sinensis tivesse signo, seria geminiana, como meu marido. Além de toda energia que a folhinha carrega, pois tem cafeína em sua composição (que, no chá, é chamada de teína), apresenta ainda uma personalidade tão versatilmente múltipla que se desdobra em seis (!!!) tipos de chá: chá branco, chá verde, chá amarelo, chá oolong, chá preto (chamado de vermelho na China) e chá escuro (ou preto, para os chineses). E cada um tem sabores, aromas e detalhes tão individuais que valem cada gole – e o detalhamento de suas características.

O processamento e grau de oxidação fazem com que cada um desses chás seja diferente do outro; no caso do chá escuro, além da oxidação, a adição de um processo externo chamado de fermentação. Mas vamos com calma, pra gente entender toda essa mudança de “humor” e só ser surpreendido positivamente por nosso novo amor. Nessa semana, vamos começar a conversa pela primeira variedade de chá. Devagar vamos longe e o cérebro vai assimilando aos pouquinhos as muitas informações.

O chá branco é o menos processado, o mais delicado dos chás; é elaborado a partir de brotos ou brotos e primeiras folhas da planta, colhidos e secos de forma bem natural. Aroma e sabor são super discretos, quase tímidos, e, por ser um chá menos (ou praticamente nada) oxidado, tem, em regra, menor teor de teína/cafeína. Nos brotinhos, conseguimos até notar uma leve penugem, quase uma “neve” por cima das folhas. O líquido decorrente do processo de infusão – ou “licor”, se quisermos ser mais técnicos – vai ser sempre bem clarinho, com corpo leve ou médio. Quanto ao sabor, notamos que a adstringência (aquele apertozinho que a gente sente no canto da língua) é nula ou quase nula.

Originário da província de Fujian, na China, é raro, e, justamente por isso, um pouquinho mais caro que o normal; perfeito para o verão, bastante refrescante (ainda que servido quente, mas vai super bem gelado!). Nessa categoria, encontram-se, por exemplo, o Yin Zhen/Silver Needles (que tem aquelas penugens que mencionei bem visíveis) e o Pai Mu Tan ou Bai Mu Tan/White Peony, que tem aparência de folhas mais “selvagens”.

Há quem diga que este é o chá da beleza, pela grande quantidade de antioxidantes presentes em sua estrutura; além disso, é antisséptico.  Também há alguns estudos que informam que os polifenóis presentes no chá branco podem suprimir substâncias que causam danos às fibras corporais, o que ajuda a pele a se tornar mais firme (oooopa!); outros apontam que o extrato do chá branco aplicado à pele ajuda a proteger contra os efeitos danosos dos raios do sol. Então, #fikdik: ficaremos jovens e firmes forever com boas doses desse novo companheiro de vida chamado chá branco. Fechou? 🙂

Agora, conte-me tudo, não me esconda nada: você já tomou chá branco? O que achou? Divida com a gente suas experiências! Sou toda ouvidos… E olhos… E paladar, caso queira me chamar pro chá! Tô sempre pronta!

Ah, se quiser me acompanhar pelo Instagram ou Facebook, costumo postar umas imagens que ilustram na prática tudo o que falamos por aqui, feitas a partir do meu #momentomágico: @chazeira (insta) ou @eloinachazeira (face). Apareça por lá, pra não morrermos de saudade até a próxima quinta, certo? 🙂

Beijos de chá!

Especialista em chás

Se tiver chá, lá ela estará! Apaixonada pelo mundo dos chás e tudo o que com ele se relaciona, de porcelana a livros, de lugares a receitas, de comidinhas a experiências. Acredita que a xícara perfeita é capaz de criar momentos mágicos; a eles se entrega com toda a sua verdade... E eterna curiosidade! Especialista em chás e tea blender por paixão, servidora pública por profissão. Em Brasília/DF.

Um Comentário

  1. Adoro chá Branco!!!


Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.