A última refeição de Maria Antonieta

antonieta

Antonin Carême (1783-1833) é um personagem fascinante da história da gastronomia. Teve uma vida cheia de lances dramáticos — alguns de veracidade questionada, embora contados por ele mesmo — e uma trajetória profissional que revolucionou a cozinha francesa.

O ator e chef inglês Ian Kelly ficou tão apaixonado pelo personagem que escreveu a biografia dele — “Carême — Cozinheiro do Reis”, lançado no Brasil pela Zahar — e depois transformou-a num monólogo para o teatro.

Carême foi responsável por sistematizar e registrar em livros algumas das receitas — de sua autoria ou não — que se tornariam clássicos da culinária francesa. Entre outras, ele, que iniciou a carreira no auge da Revolução Francesa, cuidou de  divulgar a receita do que teria sido a última refeição da rainha Maria Antonieta antes de ser executada.

A rainha condenada tomou apenas algumas colheradas do seu caldo, na escura e úmida prisão da Conciergerie, em Paris, às vésperas da execução. O estado de tensão não a deixou tocar nos pedaços de carne da galinha, nem na massa. A sopa lhe foi servida por Rosalie Lamorlière, a criada que cuidou dela às vésperas da morte.

Em compensação, os juízes que a sentenciaram celebraram sua execução com um banquete servido em um restaurante de Paris. Empanturraram-se de foie gras e perdizes em escabeche, passarinhos fritos (doze por pessoa) e carnes em molhos opulentos, além de beberem champagne à vontade.

Pois não é que, no último instante de vida, Antonieta descobriu que a vida não era sopa?

SOPA DE VERMICELLI (*)

– Prepare o consomê usando um frango inteiro — não coloque ossos de boi.
– Adicione cerca de 350g de vermicelli italiano
– Deixe cozinhar em fogo brando por 25 minutos
– Sirva numa sopeira com aproximadamente 600g de ervilhas fervidas ou as pontas de aspargos, fervidas com um pouco de açúcar até ficarem num tom leve de verde, e cerefólio fervido.

(*) Vermicelli é um macarrão parecido com o espaguete, só que bem mais fino.

Fonte: “Carême – Cozinheiro dos Reis” (Ian Kelly).
Foto: Kirsten Dunst como Maria Antonieta em filme de Sofia Coppola, “Maria Antonieta” (2007).

 

Jornalista

Jornalista paraibano radicado em Brasília. Há 30 anos, trabalha com jornalismo cultural e, mais recentemente, com os assuntos de gastronomia. Passou pelas redações do Jornal de Brasília, Correio Braziliense, Jornal da Paraíba, Veja Brasília e site Metrópoles. É autor do livro O Fole Roncou, finalista do Prêmio Jabuti em 2013. Atualmente, também é editor do Boníssimo (link para bonissimo.blog), blog que aborda assuntos de cultura, diversão e ações positivas. Está no Gastronomix desde sua criação em 2009.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.